Quer saber quem vai estar na observe 2020 com a gente? Confere aqui!

Nos últimos meses, trabalhamos para trazer os melhores conteúdos brasileiros sobre UX Research para a observe 2020. Aqui você vai encontrar as palestras e workshops que vão ter em cada semana do evento.

Trilhas de conteúdo

Trilha 1

UX Research como é hoje:

um olhar no presente

Nessa trilha, vamos compartilhar como estamos fazendo pesquisa de experiência no Brasil, com seus desafios e estratégias.

6 a 8 de outubro de 2020

Trilha 2

UX Research que estamos construindo:

um convite ao futuro

Nessa trilha, vamos compartilhar o que queremos ser e fazer enquanto pesquisadores de experiência no Brasil.

13 a 15 de outubro de 2020

Cases

Nossa seleção de trabalhos

cases selecionados

Confira os cases selecionados para a programação oficial da observe 2020!

6 a 8 e de 13 a 15 de outubro de 2020

UX Research como é hoje:
um olhar no presente

6 a 8 de outubro de 2020

Mayra Fonseca

Palestra: Transbordando as barreiras da pesquisa
"É sobre gente: o olhar antropológico e o fazer etnográfico como convites para transbordar as barreiras entre a pesquisa de experiência e outros trabalhos de pesquisa."
Conheça a Mayra

Huxley Dias

Palestra: Definindo estratégias com pesquisas quantitativas
"Nesta palestra trago uma abordagem de como evidenciar o valor da pesquisa quantitativa, não falando de valores exatos ou de fórmulas de calcular o ROI, mas sim no sentido de como você pode reduzir incertezas e riscos e farei isso trazendo exemplos reais (fato>resultado) para contextualizar."
Conheça o Huxley

Paula Macedo

Palestra: As diversas lideranças em pesquisa e design: autenticidade, visão e um bom plano nas mãos
"Vou falar das diferentes formas de se tornar um líder em pesquisa e design. Das competências, escolhas e caminhos que podemos seguir para construir nosso papel de liderança. Como construir e manter um time com habilidades e personalidades complementares para trazer impacto nas empresas."
Conheça a Paula

Amyris Fernandez

Palestra: Como criar a cultura de pesquisa numa empresa?
"Para muitas empresas o termo UX ainda é um mistério e muitos gestores não entendem por quais razões a pesquisa com o usuário é tão necessária. Nesta palestra eu vou explicar as razões disso acontecer e como podemos mudar a cabeça dessas pessoas."
Conheça a Amyris

Isa Barbosa

Palestra: Adaptando a pesquisa em cenários de crise
"Com a suspensão das entrevistas presenciais e remotas, recorri a novos métodos e adaptações para ter as informações que o time precisava no desenvolvimento de produtos."
Conheça a Isa

Stefan Martins

Palestra: Pesquisa - uma relação poliamorosa
"Afinal, essa pesquisa é de quem? Qual é a relação do PM, PD e do UXR no dia a dia de trabalho? Vou compartilhar minha visão e experiência de como podem ser esses papeis na prática e como melhorar a comunicação. Para a pesquisa ser aproveitada por toda a empresa e causar impactos reais. "
Conheça o Stefan

Elizete Ignácio

Oficina: Como investigar experiências usando questionários?
"O workshop irá abordar tópicos relacionados a realização de surveys online e offline, com foco em investigar a experiência de uso de serviços e produtos. Irá apresentar rapidamente tópicos como desenha de amostra, elaboração e aplicação de questionário e análises quantitativas."
Conheça a Elizete

Alda Rocha

Oficina: Além do by the book
"Entendendo como escolher metodologias mais colaborativas para resultados mais abertos, acessíveis e que repliquem a voz do cliente."
Conheça a Alda

UX Research que estamos construindo:
um convite ao futuro

13 a 15 de outubro de 2020

Isa Meirelles

Palestra: A potência transformadora da pesquisa de acessibilidade
"A tecnologia é capaz de eliminar as deficiências. Esta palestra é sobre a transformação da inclusão em acessibilidade, e sua potência em equiparar os acessos para a diversidade de usuários. Não há usuários com deficiências, mas sim, produtos e serviços criados por poucos e para poucos."
Conheça a Isa

Lydia Caldana

Palestra: O papel da Pesquisa de Tendências no Mercado e na Cultura
"Tendo ganhado muita atenção nos últimos anos, a pesquisa de tendências serve para muito mais do que inspirar e trazer visões de futuro. Através dela é possível construir - no presente - mundos mais inclusivos e sustentáveis, em que pessoas e marcas possuam relações mutuamente benéficas."
Conheça a Lydia

Carol Tod

Palestra: O papel do pesquisador no desenvolvimento de produtos digitais mais humanos e éticos
“'Sistemas de opressão são projetos. Logo, podem ser redesenhados'. Se design é intenção por tras de um resultado - qual é o papel do pesquisador nessa nova dinâmica de poder e realidades paralelas que os produtos e serviços digitais que desenhamos ajudaram a construir? Sem a pretensão de ter respostas definitivas, te convido a explorar conceitos, praticas e metodos orientados menos ao usuário e mais a humanidade. Pra que com a mão na massa a gente corrija a rota - e busque um futuro mais equitario, ético e responsável."
Conheça a Carol

Aline Santos

Palestra: Descortinando preconceitos e promovendo amostras mais representativas
"Pensar em soluções que sejam mais amigáveis e inclusivas ao maior número de pessoas possível, começa com a identificação de cenários e vivências plurais. Por onde começar? Como planejar? A quem recorrer? Conversaremos sobre como descortinar nossos preconceitos e pressupostos para avançar na promoção de uma amostra mais representativa."
Conheça a Aline

Thaly Sanches

Palestra: Vieses inconscientes na pesquisa em UX
"O que são vieses inconscientes e quais são os mais praticados por nós. Trago alguns exemplos prático aplicados na área de UX."
Conheça o Thaly

Samille Sousa

Palestra: A alquimia da pesquisa digital
"Realizar uma pesquisa digital requer munir-se de elementos diferentes para iniciar um diálogo que gere proximidade, conexão e, consequentemente, confiança. Os elementos podem atravessar a escuta, o tempo disponibilizado, as narrativas compartilhadas e como nos permitimos conhecer a pessoa pesquisada. Essa permissão chamo de diálogos. Sensibilidade, prática, referências e formas se misturam em um desafio que talvez precisemos durante um tempo entrar na casa das pessoas através de telas e não batendo em suas portas ou janelas."
Conheça a Samille

Filipe Nzongo

Oficina: Teste de usabilidade e uso de formulários para avaliação de sistemas interativos
"Você vai entender a importância da avaliação de usabilidade, como faze-la na prática e suas restrições. Além disso, veremos como o uso de formulário de avaliação nos ajuda a entender o performance do usuário sistema interativo."
Conheça o Filipe

Karina Canêdo

Oficina: Pesquisa e Design de futuro: Como a pesquisa de comportamentos pode ajudar a desenhar cenários de futuro
"Abordará conceitos e métodos de Design de Futuro e proporcionará uma experiência prática que permitirá aos participantes construírem Artefatos de Futuro a partir de comportamentos previamente mapeados."
Conheça a Karina

Cases selecionados da
comunidade

6 a 8 e 13 a 15 de outubro de 2020

“O nosso case é sobre o processo de recrutamento que passa por todas as etapas, desde o planejamento até a execução. Este processo de recrutamento realizado faz parte de um projeto ainda maior de pesquisa qualitativa envolvendo uma base específica de usuários. Foi necessário realizar um recorte minucioso com diversos grupos de clientes considerando as diferentes regiões do Brasil, faixas etárias e, principalmente, as classes sociais. Um dos nossos principais desafios, foi conseguir ter a certeza de que a classe social registrada na base de dados, era realmente a classe social ao qual o usuário pertencia de fato. Além, da dificuldade de recrutar e falar com as classes mais baixas (D e E), pois tivemos que ressignificar durante o recrutamento o que de fato era uma classe social, visto que, não podíamos considerar apenas a faixa salarial cadastrada, mas todo um contexto geográfico e socioeconômico.”

Pessoas autoras: Camila Barcelar e Thaís Helena

“Em Manaus-AM, existe o Bosque da Ciência, uma área de aproximadamente 13 hectares que tem o objetivo de preservar a biodiversidade local e promover o desenvolvimento do programa de difusão científica e educação ambiental do INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Fizemos um aplicativo que utiliza a realidade aumentada para fornecer uma experiência mais imersiva aos visitantes do local.”

Pessoa autora: Guto Kawakami

“Fizemos a consultoria para adequação dos processos de pesquisa utilizados como modelos para publicação em livro da área.”

Pessoa autora: Felipe Santos

“Este projeto foi idealizado pela startup Mete a Colher, que visa desenvolver soluções tecnológicas para combater a violência contra as mulheres e melhorar sua qualidade de vida. O objetivo do projeto foi validar a hipótese do desenvolvimento de um produto digital que ajudasse funcionárias de empresas a romperem o ciclo de violência. A partir da utilização de métodos de pesquisa, testes e métricas de usabilidade, foi possível validar a nossa hipótese inicial, além de confirmar como oportunidade de negócio a atuação da startup no meio corporativo. Com isso, desenvolvemos a Tina, um canal de atendimento web com o propósito de atender, orientar e acompanhar funcionárias de empresas que sofrem quaisquer tipos de violência: doméstica, sexual e moral no ambiente de trabalho.”

Pessoa autora: Jade Jofilsan 

“A combinação de métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos para identificar padrões de comportamento de assistentes de Juízes de 1º grau, que atualmente usam um sistema legado. A observação de uso no contexto real de trabalho dos assistentes e a extração e análise manuais de massas de dados, sem o apoio de ferramentas de analytics, trouxeram informações sobre o comportamento dos usuários para apoiar decisões de design do novo produto.”

Pessoas autoras: Rafael Moraes e Andrea Ferrari

“Com o início da pandemia, comecei a utilizar o WhatsApp para fazer o recrutamento e entrevista para as pesquisas de experiência. Devido ao volume de entrevistados comecei a ter muita dificuldade em organizar, classificar, analisar e mensurar as informações das entrevistas, chegando ao ponto de parar de entrevistar, pois estava em um momento crítico e precisava urgentemente ir para um repositório. Então acabei criando um sistema próprio para arquivar as entrevistas. Assim, apresento a jornada de construção do meu repositório de pesquisa, desenvolvido para solucionar o gerenciamento das entrevistas dos usuários realizadas por WhatsApp, mas que pode ser utilizado para qualquer tipo de entrevista. Apesar de parecer trabalhoso para um UX Researcher criar seu próprio sistema, por não ser programador, os benefícios e a flexibilidade atingidos são incríveis e você poderá aplicar os conceitos para a criação do seu repositório.”

Pessoa autora: Thalys Garcia

Gostou do conteúdo?
Veja nossa programação!

© Observe 2020 todos os direitos reservados